O minimalismo é saudável: como perdi 32 kg

Uma das coisas mais importantes da vida é ter saúde. Sem isso não temos nada.

“Não tenho tempo de malhar. Sou muito ocupado!”. Todos nós já demos essa desculpa antes, a de que se tivéssemos mais tempo entraríamos em forma. Se não fossemos tão ocupados, poderíamos perder aqueles 5, 10 ou 40 quilos extras. Se houvesse mais horas no dia, aí, sim, daria tempo de ir na academia.

Eu mesmo já cansei de me enganar. Com vinte e poucos anos, eu estava 32 kg acima do peso. Tinha vergonha de me olhar no espelho. Estava gordo, fora de forma e revoltado.

A gente também se engana dizendo que vai começar a malhar mês que vem, semana que vem, ou qualquer outra hora que nao seja agora. Empurramos com a barriga. Tony Robbins chama isso de “Síndrome de Mañana”, porque o amanhã nunca chega. Só existe o hoje.

Damos a desculpa de que hoje não dá tempo, mas que amanhã, como num passe de mágica, com certeza vai dar. Mesmo não mudando em nada a nossa rotina, a gente acha que amanhã vai dar tempo de malhar, comer mais saudável e entrar em forma.

O interessante é que não fazemos o mesmo com a comida. Se na sua casa não tivesse comida por uma semana, você nunca ia dizer “tranquilo… eu começo a comer semana que vem”.

O primeiro passo para uma vida saudável é parar de se enganar.

Duas soluções para este problema

  1. Faça da mudança uma necessidade, e não uma opção.
  2. Seja um adepto do minimalismo. Livre-se dos excessos da vida e foque no que é importante.

Eu levei mais de um ano e meio pra perder esses 32 kg de gordura extra, mas isso foi há sete anos e até hoje eu mantenho o meu peso. Com 30 anos de idade, estou na melhor forma da minha vida, e sinto que tudo só vai melhorar daqui pra frente.

Como eu consegui?

Primeiro, eu fiz da malhação e da alimentação saudável uma necessidade. Malhar no mínimo três vezes por semana e comer menos de 2,000 calorias por dia ­­­­(nada de frituras ou açúcar) virou uma necessidade em minha vida.

No início não foi fácil porque eu andava muito ocupado e sentia que não tinha tempo para malhar mais do que três vezes por semana. Havia várias outras prioridades em minha vida e por isso levei tanto tempo pra entrar em forma.

Se eu conhecesse o minimalismo naquela época, ele teria me ajudado a acelerar, e muito, esse processo…

A função do minimalismo

Eu e o Ryan geralmente vamos à academia por volta das 5h ou 6h da manhã. É sempre possível arrumar tempo pra malhar. Até uma pessoa super ocupada como o Ryan, que trabalha mais de 60 horas por semana e não deixa de passar tempo com namorada e a família, consegue arrumar esse tempo. Bom… se o Leo Babauta, que tem seis filhos, consegue malhar todos os dias, você também consegue.

Nem sempre é fácil, mas quando você faz da malhação uma necessidade, não existe outra escolha. Quando ela vira uma necessidade, você não tem a opção de dizer não. Provavelmente teria sido muito mais difícil pro Ryan entrar em forma se ele não fosse adepto do minimalismo. Quando nos livramos dos excessos da vida, conseguimos priorizar melhor as coisas. A sua saúde deve estar no topo dessa lista de prioridades.

Joshua e sua necessidade de malhar

A saúde com certeza está no topo da minha lista de prioridades. Mesmo depois que emagreci, continuo malhando e cuidando do meu corpo e da minha saúde.

Ir pra academia pelo menos três vezes por semana era a minha necessidade. Sabe quantas vezes eu acabava indo? Três! Quando dava eu ia quatro. Se pensamos que devemos fazer algo (ao invés de precisamos), fazemos somente quando é conveniente. Eu também só fazia exercício aeróbico quando dava.

Recentemente minha necessidade mudou pra cinco vezes por semana. Sabe quantas vezes eu vou para a academia agora? Pois é, cinco! E nesses cinco dias eu tenho que fazer musculação e exercícios aeróbicos. Sem exceções. Quando não se tem opção, não dá para abrir exceções. É engraçado como isso funciona, né? Quando a minha necessidade era malhar três vezes por semana, eu nunca malhava mais do que isso. Agora eu simplesmente não me dou a opção de malhar menos do que cinco vezes por semana, mesmo estando cansado e sem a menor vontade de me levantar às 4:30h da manhã, e funciona, porque virou uma necessidade.

“Eu fiz da malhação uma necessidade em minha vida, mas mesmo assim não deu tempo de ir pra academia essa semana.” Eu já ouvi isso várias vezes, e também já cansei de dar essa mesma desculpa. Mas é simples. Se você está dizendo isso, é porque malhar ainda é uma opção pra você, e não uma necessidade.

Depois de uns seis meses malhando com frequência eu fiquei viciado, e agora não consigo mais ficar sem fazer exercício. Os malhadores de carteirinha vão entender o que estou falando.

Joshua e sua necessidade de comer saudável

Ter uma alimentação saudável também virou uma necessidade pra mim. Eu continuo comendo menos de 2,000 calorias por dia e cortei o pão e o açúcar da minha dieta – me sinto ótimo.

“E naquelas horas em que dá vontade de comer besteira?” Bom, comida não é lazer, é nutrição. Se você sentir um desejo louco de comer algo nada saudável, saia da dieta, mas não deixe isso acontecer mais de uma vez na semana.

Eu não como carne (a não ser peixe), mas acredito que seja possível ter uma alimentação saudável mesmo comendo carne. No entanto, você deveria eliminar (ou reduzir drasticamente) sua ingestão de três coisas: açúcar, fritura (ou qualquer coisa com muita gordura) e a maioria dos carboidratos (pão, macarrão, etc). Mas não se assuste. Parece mais difícil do que realmente é.

Eu geralmente faço três refeições por dia e parei de beliscar (isso é pessimo!) entre as refeições. Como muita salada, frutas e legumes, e bebo pelo menos 3 litros de água por dia.

E ao contrário do que dizem por aí, se alimentar de forma saudável não custa mais caro. Na verdade, pode ser até mais barato, porque você acaba comprando menos coisas. Eu não tenho muita comida em casa por dois motivos (sim, isso também funciona pra famílias):

  • Não gasto dinheiro comprando um caminhão de comida
  • Não tenho a oportunidade de beliscar

E nas horas em que bate o desejo de comer uma besteira? Bom, vontade dá, e passa. Não é preciso disciplina pra não comer algo – simplesmente não coma. Repito, comida não é lazer. Quando tenho vontade de comer besteira, eu associo isso à dor de barriga, porque é isso o que eu sinto quando como essas coisas. Se você conseguir associar comer besteira com dor de barriga ou inchaço, pneuzinho, etc, terá motivos suficientes pra não comer.

Experimente isso: quando der vontade de comer besteira, se olhe no espelho e estufe bem a barriga. E aí, ainda vai querer aquele pedaço de bolo?

A melhor parte de ter uma boa alimentação e fazer exercícios é que me sinto ótimo. Você tem noção de como é bom poder dizer que estou na melhor forma da minha vida? Eu quero que você possa se sentir assim também, e tenho certeza de que você vai conseguir.

Mais tempo

Ironicamente, malhar acaba te proporcionando mais tempo, não o contrário como muita gente pensa. Fazer exercícios não só acrescenta mais tempo de vida, mas, no meu caso, também me permite passar mais tempo com o meu melhor amigo, Ryan, já que malharmos juntos. E quando eu faço exercícios sozinho, acabo tendo mais tempo comigo mesmo – se isolar de vez em quando tambem é importante. Malhar é uma forma surpreendente de recuperar o seu tempo.

Hoje

Que tal fazer algum tipo de atividade fisica hoje? Não precisa ir à academia – embora essa seja a minha preferência – basta fazer alguma coisa que te coloque em movimento. Então vamos lá, desligue este computador agora e vá dar uma caminhada, pedalada, corrida, ou qualquer outra coisa. Comece também a ter uma alimentação mais saudável. Faça disso uma necessidade.

Leia também

Os Minimalistas...

...são Joshua Fields Millburn e Ryan Nicodemus, que escrevem artigos sobre como ter uma vida mais completa e feliz possuindo menos coisas. Em 2010, criaram o site TheMinimalists.com, que hoje já conta com mais de 100.000 seguidores. Leia seus artigos ou saiba mais sobre o autor.

Speak Your Mind

Leia o post anterior:
Motivação, sucesso e renda passiva

Neste artigo, vamos falar sobre como a criação de fluxos de renda passiva acontece na prática, e ainda como essa realidade se compara a trabalhar num emprego tradicional. O que...

Fechar