O que é o Minimalismo?

Para ser um minimalista, você precisa viver com menos de 100 coisas, não pode ter carro, casa, nem televisão. Não pode ter uma carreira, deve ser capaz de morar em lugares exóticos mundo afora, tem que escrever um blog, não pode ter filhos, e precisa ser um jovem branco vindo de uma família de classe alta.

Tudo bem, estamos brincando, é claro.

Mas as pessoas que geralmente julgam o minimalismo como sendo algum tipo de mania ou tendência normalmente mencionam algumas das “restrições” acima como motivos pelos quais elas nunca poderiam ser minimalistas.

A verdade é que o minimalismo não tem a ver com nenhuma dessas coisas, mas pode ajudá-lo a conquistar tudo isso (bem, pra ser honesto, não pode ajudá-lo a se tornar um jovem branco se você não é um. Mas, afinal, quem liga pra isso?). Se você deseja viver com menos de 100 coisas, não ter um carro ou viajar pelo mundo, o minimalismo pode ajudar. Mas essa não é a questão.

A questão é que o minimalismo é uma ferramenta que pode ajudá-lo a se libertar. Se libertar do medo, das preocupações, se libertar das pressões, do sentimento de culpa, da depressão, da escravidão. Liberdade. Liberdade genuína.

No entanto, um minimalista pode sim ter carro, casa, filhos, carreira etc. O minimalismo é visto de forma diferente por cada um porque se trata de encontrar o que é essencial para si próprio. Há muitos minimalistas de sucesso que possuem apenas algumas dessas coisas, ou todas elas. Então como eles podem ser tão diferentes e, ainda assim, serem minimalistas? Isso nos remete à nossa pergunta inicial: o que é o minimalismo?

O minimalismo é uma ferramenta que usamos para viver uma vida que faça sentido e alcançar a felicidade, que é (convenhamos) o que todos nós buscamos. Todo mundo quer ser feliz, e o minimalismo pode ajudar. Não há regras no minimalismo. Ao contrário, o minimalismo diz respeito simplesmente a se desfazer das coisas desnecessárias da vida para que você possa focar no que realmente importa.

O minimalismo nos ajudou de várias formas, incluindo:

  • Voltar a ter tempo
  • Se livrar do excesso de coisas
  • Curtir nossas vidas
  • Descobrir significado em nossas vidas
  • Viver o momento
  • Focar no que é importante
  • Correr atrás de nossas paixões
  • Encontrar a felicidade
  • Fazer o que temos vontade
  • Descobrir nossas missões
  • Experienciar a liberdade
  • Criar mais, consumir menos

Como o minimalismo nos ajudou com essas coisas? O minimalismo é um estilo de vida. Os minimalistas escolhem se livrar do desnecessário em troca do que é importante. Mas quem define isso é você. Os minimalistas buscam a felicidade não por meio de coisas, mas através da vida em si. Por isso, cabe a você distinguir entre o que é essencial e o que é supérfluo na sua vida. A nossa intenção é te ajudar a fazer essa diferenciação e fornecer ideias de como atingir um estilo de vida minimalista sem ter que se submeter a algum tipo de sistema rigoroso ou conjunto de regras.

Um aviso: pode ser difícil começar, mas a jornada se torna muito mais fácil e recompensadora à medida em que você caminha; os primeiros passos para o minimalismo geralmente requerem algumas mudanças radicais na forma de pensar, atitudes e hábitos.

Então, se tivéssemos que resumir tudo isso em uma frase, nós diríamos, O minimalismo é uma ferramenta para eliminar os excessos da vida, focar no que é essencial e encontrar felicidade, realização e liberdade.

Leia também

Os Minimalistas...

...são Joshua Fields Millburn e Ryan Nicodemus, que escrevem artigos sobre como ter uma vida mais completa e feliz possuindo menos coisas. Em 2010, criaram o site TheMinimalists.com, que hoje já conta com mais de 100.000 seguidores. Leia seus artigos ou saiba mais sobre o autor.

Comments

  1. Me identifiquei muito com esse texto. O conceito de se liberar de excessos, de coisas que na realidade nao precisamos, e reaprender a viver somente com o que realmente importa e uma acao libertadora. Nao vejo a hora de ler mais sobre esse assunto. Por favor publiquem mais logo!

Speak Your Mind